Coisas bizarras acontecendo.
February 22, 2009, 5:44 pm
Filed under: Uncategorized

Bizarre bad things are happening.

My girl and I were mugged some weeks ago. They put the gun in our faces, horror in the garage. I moved to my studio – Beauty Salon studio – that I share with my friend Rafa Coutinho, because we realize our neighborhood are totally dangerous. My little cat suicide herself.

But now I can perceive some changes. We already found a new place, a really cool apartment. The TV channel Mtv Brasil invited me to get a column in his Mtv News, to talk about comics and stuff – an extension of this blog on television, to share some cool things I like, like general art, design, animation, movies, everything related with comics. AND I received an confirmation that FURRY WATER – my next project – will be published by one of “The Big Three” publishers of the american comics industry. We’ll announce the project and news soon. In the same day, a friend of mine called me to say that Paul Gondry was in Sao Paolo and invited us to drink some beers. We went to a bar and then to a party. He is a really talented guy, cartoonist, painter, with a lot of cool ideas, very interesting and curious. Next day, his dad called me. His dad is Michel Gondry. They visited our Beauty Salon and we talked about art and changed some ideas, drank some brazilian beers, laughs. Fábio drank juice and made a sketch. Michel and Paul are really nice guys as well as Paul’s girlfriend, Aneyn. Then we eat tentacles and pink meat.

Bizarre cool things are happening.

photo-211

Coisas bizarras andam acontecendo. Bizarras no mal sentido.

Minha mulher e eu fomos assaltados umas semanas atrás. Arma na cabeça, terror dentro da garagem. Depois disso, mudamos da minha casa – percebemos que estava realmente perigoso – pro estúdio que eu divido com o Rafa Coutinho, que chamamos de “Salão de Beleza” – é uma piada interna, mas acabou ficando. No outro dia, minha gata se suicida. Preferimos achar que a Magrela – a gata – absorveu a enegia ruim que os filhosdaputa dos bandidos deixaram em nós e se matou pra nos “salvar”. Ela se jogou embaixo de um carro, pelo o que ficamos sabendo. Bizarro no mal sentido. Depois veio um monte de coisas juntas, só coisa ruins – um cheque que apareceu na mão de um agiota, bla,bla,bla. Não conseguia trabalhar também, parecia que um exu tranca-rua estava pendurado em mim. Que fase.

Agora começo a perceber uma mudança. Minha mulher e eu continuamos morando no estúdio mas já achamos lugar novo pra morar. Um apê muito classe. A Mtv Brasil me convidou pra ter uma coluna sobre HQs no novo Notícias Mtv que começa a ser transmitida a partir de Março. Não será uma coluna sobre News de lançamentos e essas coisas. Será uma extensão do meu blog, com algumas dicas de coisas que eu curto em HQs só que na TV. Também na semana passada, recebi um e-mail confirmando que a FURRY WATER – minha nova HQ – vai ser publicada por uma grande editora, uma das “The Big Three” americanas, em formato de série. Em breve faremos o anúncio oficial. No mesmo dia desse e-mail, recebo um e-mail de uma amiga dizendo que o Paul Gondry estava na cidade e queria tomar uma cerveja. Fomos na Mercearia e depois pra balada. O moleque é bem gente boa e tem um talento muito promissor. No dia seguinte, o pai dele me liga no celular, dizendo que queria vir no “Salão de Beleza” pra nos conhecer e tals. Detalhe que o pai dele é o Michel Gondry e ele adora HQs. Ele veio e o Fábio também e ficamos aqui no estúdio trocando idéias, junto com o Paul e o Rafa. O Fábio fez esse desenho:

gondry-20fev2009

Foi muito, muito legal. Conversamos sobre arte em geral e bebemos umas Itaipavas. Contamos nossos projetos e idéias pra ele e ele nos contou algumas suas, contou do que se trata o filme novo que está fazendo com o seu filho e com o Daniel Clowes e que vai dirijir a versão cinematográfica da série sessentista Green Hornet e que já tem idéias para as cenas de luta. Foda demais. Depois saímos pra jantar e nos serviram uns tentáculos e umas carnes cor-de-rosa.

Coisas bizarras andam acontecendo. Bizarras no bom sentido.

Abraço,

R. Grampá



Mesmo Delivery Action Figures – RUFO
February 12, 2009, 7:04 am
Filed under: Uncategorized

rufo_01

This is the 3D model for Mesmo Delivery’s Rufo action figure. Rafael Grassetti made it. Foda!

* If you want, you can see a bigger image of this piece in my flickr.

——————————–

rufo_02

Esse é o modelo 3D, o protótipo pro action figure do Rufo, um dos personagens da minha Mesmo Delivery. Feito pelo Rafael Grassetti.

Espero que gostem. Eu acho foda. O Grassetti é um moleque talentoso pra caralho. Um dos artistas mais talentosos que eu conheci nos últimos tempos. Nasceu em 88, igual a namorada dele, a Taís, o futuro da estética. São as pessoas mais jovens que eu conheço.

rufo_03

* Se tu quiser pode dar uma conferida nessas imagens num tamanho melhor no meu flickr.

Abraço,

R. Grampá



Early Works – 1999
February 5, 2009, 3:09 pm
Filed under: Uncategorized

wizard01

I found some early works in my old drawer. This is some drawings I did for “Wizard Cover Contest” in 1999. I didn’t sent it because when I finished the work, I perceived it was just a copy of some artists I liked at that time. I decided to practice more to find my own style. 

wizard02

Quando me convidaram pra dar a palestra no Campus Party sobre HQ autoral, fui resgatar alguns desenhos antigos pra mostrar um pouco da minha trajetória até hoje em dia. Achei essas duas ilustrações em uma gaveta. Desenhos esquecidos de 1999, que eu fiz pra mandar pra um concurso da revista Wizard, pra desenhar a capa. O prêmio era um contrato com uma editora americana pra desenhar super-heróis. Não cheguei a mandar os desenhos, pois percebi que se eu chegasse a ganhar, teria que desenhar nesse estilo, apenas uma cópia de uns outros artistas que faziam sucesso na época – ainda fazem na verdade, como o Leinil Yu e David Finch. Decidi engavetar esses desenhos junto com todas as páginas teste que eu fazia e que nunca mandei e também o pensamento de que eu precisava ser apenas uma cópia bem ou mal feita de outro artista pra conseguir desenhar quadrinhos e ganhar dinheiro com isso. Esse pensamento é um grande equívoco hoje em dia. Os editores mudaram, as cabeças mudaram  e já não é mais assim. Por causa dequela idéia antiga de que brasileiro tinha que copiar os artistas gringos pra conseguir emprego nas editoras gringas- e não digo ter um artista como influência, digo copiar mesmo, ser obrigado a ser um xerox, copiar até as poses, cenas inteiras – que eu decidi desistir de fazer HQs. Não quero criticar nenhum artista brasileiro que teve que fazer isso pra entrar no mercado de quadrinhos americanos naquela época, de jeito nenhum, pois sei que era bem assim mesmo, os gringos não aceitavam traços mais próprios e todos temos nossas contas pra pagar. A culpa não era dos artistas e sim do pensamento dos editores gringos na época. Mas foi isso que me afastou das HQs por tanto tempo. Hoje tenho minhas influências e  algumas passam bem longe de quadrinhos de super-herói, muitas delas nem quadrinhos são. Longe de mim dizer que hoje sou um artista original mas não me arrependo de não ter mandado esses desenhos pro concurso da Wizard. Não sei se eu teria ganho, mas se tivesse, eu não estaria feliz hoje em dia.

Mas isso é uma preocupação que eu tinha / tenho de não querer ser uma imitação. Eu disse que a culpa não era dos artistas mas existiam aqueles que não se importavam e achavam, ou ainda acham, que essa ainda é a única forma de ganhar uma grana fazendo HQs, que o grande lance nesse ramo é o cheque na conta, o que não acho errado, pois cada um tem suas preocupações. Também me preocupo com dinheiro, mas quero fazer algo de verdade nos quadrinhos, algo que seja verdadeiro pra mim ao invés de encher linguíça por algumas platas. Eu sempre preferi trabalhar com qualquer outra coisa ao ter que virar uma engrenagem substituível na parada que eu mais curto. É claro que existem os grandes artistas brasileiros de heróis, que conseguiram escapar da estígma da mão-de-obra sulamericana barata, que tem muita personalidade no seu trabalho e influenciam. Isso é muito ducaralho.

Eu amo quadrinhos, acho a forma de arte, a mídia mais foda que existe, mais ilimitada e rica. Não consigo encarar HQ apenas como uma maneira de fazer dinheiro. Não precisa ser assim e não deve ser assim.

Não sei o que aconteceu com o wordpress que não consigo mais colocar imagens maiores do que cabem no post, então, também vou postar as imagens no meu Flickr.

Abraço,

R. Grampá




Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 180 other followers