cachorros e pombas
June 3, 2007, 5:49 am
Filed under: Uncategorized

gorda.gif 

 

Uma vez minha mãe me acordou cedo, quando eu tinha sete anos, e disse que estávamos atrasados. Ela cheirava a maquiagem. Engoli nescau frio e uma banana e pegamos um ônibus vazio. Era realmente cedo. Não tinha ninguêm na rua, só cachorros e pombas ( pelo menos eu só me lembro deles ). Descemos do ônibus e havia um homem magrelo esperando e sorrindo. Lembro da fumaça de cigarro saindo por entre seus dentes separados. Minha mãe me pediu para que eu fosse com o homem magrelo, e prometeu que ao meio dia nos encontraríamos naquela mesma parada de ônibus. Não me recordo de ter chorado nem nada. Apenas me despedi dela e fui de mãos dadas com o homem magrelo. Entramos numa casa, e lá estava, esparramada num sofá, a Gorda. O homem me pôs numa cadeira, em frente a Gorda e ela começou a me falar um monte de coisas, enquando surrava meu rosto com um pé de galinha ( na verdade não me lembro direito se era um pé de galinha ou uma flor de plástico, mas enfim…). Não me lembro de nada do que ela disse, só da figura dela. Depois ela me deu um suco horrível pra beber e o homem me levou embora. Minha mãe estava na parada de ônibus me esperando, com o rímel borrado de choro. Me abraçou ajoelhada e deu um dinheiro para o homem magrelo, que sorriu fumaça de novo. Pegamos o ônibus de volta para casa. Não vi mais nenhum cachorro nem pomba na rua, só pessoas, todas peladas. A partir desse dia, só enxergo as pessoas assim.

E a Gorda me assombra até hoje.

Abraço,

R. Grampá

About these ads

7 Comments so far
Leave a comment

Caralho… Onde é essa gorda, hein?

Comment by Braga

cara, situação interessante e misteriosa, dava uma história.
os adultos em sua maioria me davam um medo fodido quando eu era moleque.
post interessante. a luta continua!

Comment by daniel og

aí considerei.

Comment by riga

Espero que o poder da visão de raio-x tenha se manifestado já fora da casa desta senhora.

Comment by gui

Cacíldis Grampis!!! que história bizarra.Que inveja…minha mãe nunca me acordava pra nada legal…mas pé-de-galinha é benção e flor de plástico, maldição…

Comment by Walter Pax

Putz, faz horas que eu não sei do que tu tá falando.

Comment by Guto Bozzetti

já sei! era a mãe diná e tu estava fazendo testes para entrar nos mamonas assassinas. Dã!

Comment by Ademir




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 179 other followers

%d bloggers like this: